Como avaliar se a oferta é um bom negócio?






Verão chegando, salário apertado e você aí, querendo viajar e se divertir. Eis que surge uma oportunidade. São os super-descontos dos sites de compra coletiva. Mas até quando eles valem a pena? Será que são confiáveis?

A lista desses sites é quase interminável em sites de busca. Algumas empresas estão até nas propagandas de TV e jornais. Entre as ofertas diárias é possível encontrar ingressos para teatros, dias em salões de beleza, pratos em restaurantes e até viagens. Isso mesmo, viagens.

As promoções, quase sempre tentadoras, possuem regras que muitas vezes passam despercebidas pelo consumidor. A jornalista Mirela Moraes faz parte desse grupo de consumidores desatentos. “Fui comprar um dia em um SPA, mas não vi que o meu cupom era válido somente no mês da compra. Acabei perdendo o prazo e o meu dia de folga”, contou a jornalista.

Se você pretender comprar uma viagem, o cuidado deve ser redobrado. As regras da oferta devem ser lidas, e relidas, com muita atenção. Datas de saída, retirada das passagens, o destino e o hotel devem ser muito bem analisados antes de fechar o negócio.

O estudante Luiz Gustavo Abranges não resistiu quando viu um pacote para Miami, com 70% de desconto. “Desacreditei. Liguei para minha namorada e na hora decidimos comprar. Nosso erro foi não pesquisar a procedência da agência e do site. Acabamos no prejuízo, pois não conseguimos marcar a viagem para a data que queríamos de início”, contou o estudante. A agência de turismo não respondeu aos telefonemas e o casal não conseguiu, até agora, marcar a viagem de férias.

Mas fique calmo, comprar viagens em sites de compra coletiva pode ser seguro, desde que haja cautela. Johan Kader adquiriu no ano passado um pacote de 4 dias em Salvador. Segundo ele, as primeiras providências foram verificar se a agência de viagem realmente existia e as condições das acomodações do hotel. Depois foi só escolher uma data que se encaixasse nas suas férias. “Foi muito divertido e valeu a pena. Como paguei a vista não tive problemas posteriores à viagem”, contou Johan.

Fonte: ajmc.com.br