Clube de compra ou compra coletiva?






Esses sites que vêm encharcando a internet de promoções e vendas são cheios de facilidades e encantam os olhos, mas o que eles têm de especial? Vamos te contar agora!
Primeiro vamos entender as diferenças entre esses dois meios de compra. Conversamos com Antônio Pulchinelli, sócio-fundador do SuperExclusivo, que nos contou todos os segredos desse mundo dos carrinhos da rede: "O clube de compras se restringe a fazer negócios com um grupo de associados, ao contrário das compras coletivas, que uma quantidade "x" de pessoas determina se aquela promoção vai valer ou não.

Publicidade
 Neste último caso, para se ter o desconto apresentado é necessário um mínimo de compradores".
Porém, nos dois casos, com apenas um clique você adquire o produto que é entregue diretamente na porta da sua casa, simples assim! Káthia Oliveira, jornalista de 23 anos, já comprou bolsa, roupa, sapato, de tudo nestes sites e nos revela seus porquês: "Eu gosto muito de comprar pela internet já que não tenho tanta paciência de ficar andando de loja em loja e nunca achar o que eu quero".

Vamos entender um pouco mais sobre as vantagens e desvantagens de consumir pela internet direto da boca da consumidora:

Vantagens

- Fazer pesquisas de preços, consultar vários lugares sem sair do lugar, encontrando assim coisas pela metade do preço e até menos;
- Comprar a qualquer hora, bom para quem não tempo;
- O produto é entregue na porta da sua casa, para quem não tem carro isso é uma bênção, não se corre o perigo de ser assaltado, por exemplo.

A jornalista nunca teve problemas com entrega, pagamento ou algo do tipo. A única desvantagem que ela considera é a seguinte: "No Brasil tem uma lei especificando que todas as roupas têm que ter um tamanho padronizado só que não é assim que acontece. Sendo assim, o P de algumas marcas é o G de outras". Porém, ela também explica que esse problema é facilmente resolvido: "É só comprar um tamanho maior e ajustar se for o caso".

Os maiores problemas que levaram Káthia a comprar pela internet foram, além da falta de tempo, o despreparo de alguns vendedores em lojas: "É meio frustrante porque você está provando uma peça e o vendedor joga tudo para você ou você perguntar por uma peça específica e ele não saber te responder".

Por essas e outras é que estes sites vêm crescendo monstruosamente. De acordo com Antônio, o SuperExclusivo e o Imperdível possuem aproximadamente 2,5 milhões de associados e uma média de 400 mil compradores. "Além da foto de diversos ângulos, descrição detalhada da peça, fazemos desfiles das marcas mostrando looks e caimento das roupas e acessórios. E no final de tudo, caso o produto não corresponda ao desejado, dentro das condições e prazos estabelecidos, SuperEx recebe a mercadoria de volta e o dinheiro do cliente é devolvido", detalha o fundador sobre a dedicação de seu trabalho com o público.

Com as declarações de Antonio, Káthia e 400 mil brasileiros podemos concluir que esse tipo de compra vale mesmo a pena e é, no final das contas, confiável. Tá esperando o quê? Corre pra próxima página e comece a se cadastrar agora!

Por Alessandra Vespa (MBPress)