Compras coletivas faturam alto no Natal






Para os empreendedores em sites de compras coletivas o Natal de 2011 ficou na história. O setor de compras coletivas faturou R$ 91,4 milhões em dezembro do ano passado, um novo recorde para o segmento. O dado faz parte de estudo divulgado pelo Info Save Me, site que acompanha o mercado no País. Ainda de acordo com o levantamento, no último mês de 2011 os sites especializados neste tipo de oferta publicaram quase 15 mil ofertas e conseguiram vender 1,5 milhão de cupons a um tíquete médio de R$ 64,57. Esse movimento significa que os consumidores teriam economizado R$ 185 milhões.

“O ano de 2011 foi excelente para as compras coletivas, com a consolidação desse modelo de negócios, que caiu no gosto do brasileiro”, afirma no comunicado divulgado nesta terça-feira Heitor Chaves, um dos criadores do site.
As ofertas de hotéis e viagens foram as mais vendidas no período e responderam por 34% do desempenho do setor. Em segundo lugar, de acordo com o estudo, aparece a categoria de saúde e beleza (20%). A categoria de produtos, mais genérica, responde por 18% do faturamento do setor.

Faturamento de compras coletivas em Janeiro sofre com sazonalidade

A semana de 01 a 07 de janeiro registrou um faturamento de R$ 22.615.925,14 no setor de compras coletivas. Com ticket médio de R$ 43,99 e 473.324 ofertas vendidas, o segmento lida com um desaquecimento em virtude do período de início de ano e de férias de verão, quando muitos consumidores viajam ou ainda estão lidando com compromissos como IPVA, IPTU e listas escolares.

No período de 08 a 14 de janeiro, o mercado de compras coletivas faturou mais de R$ 34,5 milhões, com mais de 472 mil cupons vendidos e quase 15 mil ofertas publicadas. Ao todo, foram economizados R$ 73.306.283,77 com os descontos praticados nas vendas.