China regulará compras coletivas na internet






A China regulará o próspero mercado de compras em grupo online para proteger os interesses dos consumidores e promover o desenvolvimento saudável do setor, diz uma circular emitida hoje.

A Administração Geral da Indústria e do Comércio (AGIC) disse em um comunicado online que problemas como a aplicação de fraudes em clientes, venda de produtos falsos e aumento artificial dos preços originais estão surgindo frequentemente, pois o setor se desenvolveu rapidamente na China.

“As disputas e reclamações relacionadas com a compra em grupo online aumentaram de forma significativa”, indicou a administração.

A AGIC exigiu que as autoridades locais verifiquem a qualificação dos fornecedores de compras em grupo e os fiscalizem para que cumpram suas responsabilidades.

As autoridades locais também devem intensificar seu trabalho para erradicar as atividades ilegais dos fornecedores de serviço, acrescentou.

De acordo com um relatório emitido no início deste mês pelo Centro de Pesquisa do Comércio Eletrônico da China, um total de 203 milhões de pessoas fez compras em grupo na internet na China em 2011, um aumento anual de 28,5%.

No entanto, as reclamações sobre compras em grupo representaram 25% das queixas no comércio eletrônico em 2011, de acordo com outro relatório publicado pela mesma instituição de pesquisa.