Regulamentação de sites de compras será debatida na Câmara






A Comissão de Desenvolvimento Econômico, Indústria e Comércio da Câmara dos Deputados realiza nesta quarta-feira, 21, audiência pública sobre sites de compra coletiva. O debate foi proposto pelos deputados Carlos Roberto (PSDB-SP) e João Arruda (PMDB-PR). Eles afirmam que o comércio virtual de compras coletivas é um fato novo e que, até agora, nada foi feito para que essa atividade tenha uma regulamentação, no sentido de proteger o consumidor.

Arruda é o autor do Projeto de Lei 1232/11, que disciplina a venda coletiva de produtos e serviços em sites da internet e estabelece critérios de funcionamento para as empresas que promovem esse tipo de comércio. A proposta obriga as empresas a manterem serviço telefônico de atendimento ao consumidor, gratuito e de acordo com as normas de funcionamento dos call centers (fixadas pelo Decreto 6.523/08). Os estabelecimentos responsáveis pelos sites deverão possuir sede ou filial no Brasil e deverão informar seus dados, como o endereço, em sua página principal na internet.

Foram convidados para a audiência o coordenador-geral de Supervisão e Controle do Departamento de Proteção e Defesa do Consumidor do Ministério da Justiça, Danilo Doneda; o presidente da Confederação Nacional do Comércio (CNC), Antônio Oliveira Santos; o presidente da Federação Nacional de Hospedagem, Bares, Restaurantes e Similares (FNHBRS), Alexandre Sampaio de Abreu; o consultor do Comitê de Compras Coletivas da Câmara Brasileira de Comércio Eletrônico, Gerson Rolim; o secretário-executivo do Fórum Nacional das Entidades Civis de Defesa do Consumidor (FNECDC), Geraldo Guerra Júnior; o advogado do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec) Guilherme Rosa Varella; o presidente da Associação Brasileira de Defesa do Consumidor (Adcon), Francisco José Gavinho. As informações são da Agência Câmara.