Mercado americano de compras coletivas deve movimentar US$ 4,17 bilhões em 2015






Sites como o Groupon, LivingSocial e outros sites de compra coletiva devem gerar US$ 4,17 bilhões em 2015, mais que o dobro deste ano, segundo novas projeções da empresa de pesquisas BIA/Kelsey.

Para 2011, a estimativa é que o mercado alcance US$ 1,97 bilhão. A companhia revisou suas projeções do mês de março, que previam um número menor de vendas para este ano mas uma taxa de crescimento maior entre 2011 e 2015.

A estimativa é feita com base na idéia de que mesmo que o Groupon e o LivingSocial aumentem suas vendas, outras companhias perderam interesse na indústria de compras coletivas. O Facebook e o Yelp, site de avaliações, por exemplo, cancelaram suas iniciativas no terreno dos cupons on-line. Isso pode significar um crescimento anual mais lento nos próximos anos do que o de 2011, disse Peter Krasilovsky, vice-presidente e diretor de marketplaces na BIA/Kelsey.

Mais de 600 sites de compra coletiva hoje ocupam o mercado americano, e cada vez mais eles estão mirando usuários com base em sua localização e interesses, disse a BIA/Kelsey. Ainda assim, o número médio de transações e de valor por transação nos sites está crescendo, diz a empresa de pesquisas.

Em agosto, o mercado americano de compras colectivas cresceu 9% em relação ao mês anterior, de acordo com dados divulgados por outra fonte, o Yipit.com. O crescimento ocorreu depois de uma queda de 7% em julho, segundo o Yipit.

Os líderes Groupon e LivingSocial tiveram menos usuarios únicos semanalmente em agosto do que no pico em meados de junho, sendo que, segundo a ComScore, o LivingSocial teve queda mais acentuada.

Com BusinessWeek e Portfolio